Resenha Histórica

A freguesia de Bidoeira de Cima é uma freguesia recente, tendo sido criada pela Lei n.º 108/85 [5] , de 4 de Outubro, com lugares desanexados da freguesia de Milagres
Com uma área de 15 km² e uma população de mais de 2 300 habitantes, é actualmente visível a sua industrialização, modernidade urbana e uma grande capacidade para atrair investimentos.
A palavra "bidoeira" é registada nos dicionários como sendo o mesmo que "vidoeiro", uma árvore de copa frouxa que se encontra nas margens dos cursos de água e terrenos húmidos mas que é, actualmente, já rara em Portugal.
Ao dar-se o povoamento na região de Leiria, após a saída dos mouros, haveria muitas árvores destas nas terras regionais e delas terá passado o nome para povoações que hoje nos aparecem com a designação de "bidoeiras", a de cima e a de baixo, por uma estar mais elevada que outra na sua situação geográfica.
Os lugares que actualmente fazem parte da freguesia de Bidoeira de Cima, foram desde tempos remotos pertencentes à freguesia de Colmeias. Com a elevação de Milagres a freguesia,  no ano de 1750, passaram a integrar-se nesta.
 
Com o progresso económico e social verificado desde meados do século XX e nomeadamente após a revoluçao de 25 de Abril de 1974, começaram a crescer sentimentos de autonomia na população bidoeirense e por decreto publicado no Diário da República a 4 de Outubro de 1985 foi oficialmente criada a Freguesia de Bidoeira de Cima.
 
Cinco anos após a sua criação, em 1990, é inaugurado o edifício-sede da Junta de Freguesia, que passou a albergar também a extensão de saúde. Mais tarde, em Janeiro de 1993, dá-se a criação canónica da paróquia da Bidoeira.